WWF | WWF

WWF



Missão Global

 
	© WWF Intl. / WWF
Historic WWF Trustee signatures 1962 WWF Trustees Second Meeting in May 1962, held at the same time as the meetings of: IUCN Commission on Ecology, IUCN Executive Board and the International Biological Program. Signatures of the participants and the evolution of the Panda symbol, created in 1961 by Peter Scott, after these sketches by Mr Gerald G. Watterson, IUCN General Secretary. (The sketches date from 1961)
© WWF Intl. / WWF
Travar a degradação do meio ambiente e construir um futuro em que o homem viva em harmonia com a natureza através da:
• Conservação da diversidade biológica mundial;
• Garantia da sustentabilidade dos recursos naturais renováveis; 
• Promoção da redução da poluição e do desperdício.

História

A abreviatura para World Wide Fund For Nature, uma das mais e mais conhecidas e influentes ONG’s ambientalista do planeta, começou na década de 60.

Em 1961, quando um grupo de cientistas, liderados pelo Dr. Max Nicholson e que incluía ainda o biólogo Julian Huxley e o ornitólogo e pintor Peter Scott, preocupados com a devastação da natureza e os seus efeitos sobre o planeta, assinaram no dia 29 de abril na cidade de Morges na Suíça um manifesto convocando numa ação mundial com o objetivo de interromper a caça de animais ameaçados de extinção e a destruição de seus habitats. 

A este chamou-se “Manifesto Morges”, este documento tornou-se na base para a primeira organização “verde” global, a World Wildlife Fund (WWF), que inaugurou o seu primeiro escritório no dia 11 de setembro na mesma cidade -Morges.

Inicialmente, o trabalho da organização consistia principalmente na proteção de florestas e de animais ameaçados de extinção. O interesse nestas espécies foi despertado não apenas pela sua beleza, mas também pelo papel que desempenhavam na complexa cadeia na qual o desaparecimento de uma única espécie poderia causar sérias consequências e destabilizar todo um ecossistema. Depois da sua criação oficial na Suíça, a WWF percebeu que precisaria de ter um alcance a nível global, mas sempre com ações locais.

Começou então a estabelecer as suas organizações nacionais, primeiro na Grã-Bretanha e Estados Unidos, ao mesmo tempo em que estudava investimentos em projetos em diferentes pontos do planeta. Nos primeiros três anos de funcionamento, a organização arrecadou e investiu quase US$ 1.9 milhões em projetos de conservação. Os primeiros locais abrangidos pelos programas do WWF incluíram as ilhas Galápagos (Equador), o Quénia e a Costa Rica.

Ao longo dos anos, a organização foi ampliando a sua presença e chegou a outros pontos do mundo, seja por meio de projetos isolados e campanhas ou com a instalação de novas organizações nacionais. 

Em 1980, a WWF já era reconhecida como a primeira organização conservacionista a trabalhar na China, buscando alternativas para proteger o urso panda, um símbolo daquele país e seriamente ameaçado de extinção. 

Em cinco décadas, a organização cresceu e transformou-se, ampliando as suas atividades. Assim, passou de um pequeno grupo de defensores da natureza para uma rede mundial de defesa do meio-ambiente. 

A rede é apoiada por pessoas de diferentes origens, preocupadas com o mesmo objetivo: garantir a preservar o planeta em que vivemos. 

Hoje, a organização também está preocupada em combater os diversos tipos de poluição que afetam o solo, a atmosfera, a água doce e os oceanos, indispensáveis para a manutenção da vida humana. 

Além disto, a WWF está em busca constante de novas formas de utilização sustentável dos recursos naturais do planeta.

 

WWF

Criada em 1961, nas últimas décadas, a WWF (anteriormente conhecida como Fundo Mundial para a Natureza) tornou-se numa das mais respeitadas organizações independentes de conservação do ambiente.

Com sede na Suiça, a WWF é composta por organizações e escritórios em diversos países que têm como característica a presença local e ao mesmo tempo global numa rede que pretende conjugar esforços de todos os envolvidos para uma causa ambiental.

Com quase cinco milhões de associados distribuídos por cinco continentes, a Rede WWF é a maior organização do tipo no mundo, desenvolvendo trabalho ativo em mais de cem países, nos quais se desenvolvem cerca de 2 mil projetos de conservação pelo meio ambiente. 

Hoje, a instituição pode afirmar confortavelmente que teve um papel crucial na evolução do movimento ambientalista mundial.

Desde 1985, a WWF investiu milhões em projetos, em mais de 130 países. Cada um deles como parte importante nas campanhas mundiais para travar o processo de degradação da natureza no mundo e para ajudar cada ser humano a viver em harmonia com a Natureza.

 
	© WWF
Evolución Imagen Panda
© WWF

A evoluçao visual


O famoso logotipo da instituição, um dos mais reconhecidos do mundo, foi inspirado em um urso panda gigante, chamado Chi-Chi, que havia acabado de chegar ao tradicional jardim zoológico de Londres na década de 60, proveniente de Beijing. A escolha do animal como símbolo da organização foi baseada na campanha promovida na China para a preservação do urso panda. Conhecido em todo o mundo e considerado um representante das espécies ameaçadas de extinção, o mamífero apresentava uma forma e cor ideal para o desenho de um símbolo atraente. Os primeiros desenhos, na verdade rabiscos, foram feitos pelo naturalista escocês Gerald Watterson. E baseado nesses desenhos, o ornitologista inglês Sir Peter Scott, um dos fundadores da organização, criou o famoso logotipo da WWF. 

Ao longo de quatro décadas a marca evoluiu muito (ganhou a sigla WWF em 1986 e uma nova tipologia de letra em 2000), mas os traços característicos do urso panda continuam a ser uma parte do inconfundível símbolo da WWF.

O nome

  • Quando a ONG foi fundada a sigla WWF significava “World Wildlife Fund” o que foi traduzido como “Fundo Mundial da Natureza” em português. No entanto, com o crescimento da organização por todo o planeta nas décadas seguintes, a atuação da instituição mudou de foco e, a partir de 1986, as letras passaram a simbolizar o trabalho de conservação da organização de maneira mais ampla, em vez de se concentrar em espécies selecionadas de forma isolada. Com isso, a sigla ganhou sua segunda tradução: “World Wide Fund For Nature” (ou Fundo Mundial para a Natureza). 

    Atualmente, porém, a sigla WWF tornou-se tão forte internacionalmente que, para evitar confusão ou mensagens equivocas misturadas através de fronteiras e idiomas, evita-se a tradução para qualquer significado literal. Ou seja, agora é conhecida simplesmente como WWF, uma organização de conservação global. Com uma única exceção - a América do Norte, onde o antigo nome de “Fundo Mundial para a Natureza” continua a ser usado.