Como reduzir o seu impacto? | WWF

Como reduzir o seu impacto?



Efectivamente, a capacidade regenerativa da Terra já não consegue acompanhar a demanda humana: os cidadãos do Planeta Terra estão a transformar os recursos em resíduos a uma velocidade maior que aquela em que a natureza consegue transformar resíduos em recursos.

Esta crescente pressão sobre os ecossistemas está a causar a destruição dos habitats ou a degradação e perda permanente da produtividade, ameaçando a biodiversidade e o bem-estar humano.

O Homem está a consumir de forma acelerada o capital natural do Planeta e com esta atitude corre o risco de rapidamente degradar as suas condições de existência.

Ou seja, de acordo com os nossos padrões actuais de consumo e se insistirmos em mantê-los:

  • precisaremos do equivalente de 2 planetas em 2030 para vivermos;
  • e, se não encontrarmos esse segundo planeta segundo até lá (e qual a probabilidade de tal acontecer?);
  • então não estamos apenas exigindo mais do que nosso planeta pode produzir!
  • mas também lentamente a danificá-lo, à medida que começa a diminuir a sua capacidade e quantidade de produção de recursos.

Você pode fazer a diferença! Como?

É fácil...

O nosso planeta não precisa de grandes gestos magnânimos da sua parte, nem que revolucione por completo a sua vida para o ajudar a manter Vivo! Apenas necessita que cuide dele com amor, respeito e cuidado, porque afinal de contas: esta é a sua casa a sua única herança verdadeira para as suas gerações!

E para manter o Planeta Vivo, apenas necessita encetar pequenos grandes gestos, todos os dias, que se reflictam: no que adquirir, onde adquirir, o que pedir e como agir!

Da prática do dia-a-dia podem nascer impactos positivos, por exemplo:

  • Quando vai ao supermercado olhe bem os rótulos e veja a origem dos produtos que adquire. Prefira sempre produtos locais, da época e frescos. Estes têm menor pegada ecológica no que diz respeito ao seu transporte, produção e armazenamento;
  • Ao comprar peixe, procure saber se ele é certificado MSC -Marine Stewardship Council – o que indica esse peixe provem de pesca sustentável e sem sobrepesca;
  • Ao adquirir produtos para a casa, prefira produtos de origem florestais (papel, madeira, cortiça, etc) e certifique-se que eles possuem o símbolo FSC – Forest Stewardship Council. Estes produtos têm menor pegada ecológica do que os de origem sintética (plásticos e derivados) e são oriundos de florestas geridas de forma sustentável;
  • Consulte o WebGIS da WWF, www.habeas.com.pt, sobre biodiversidade e ecossistemas, para planear os seus tempos livres ou de trabalho na natureza. Ai encontra toda a informação que necessita;
  • Quando lava os dentes ou toma banho não deixe a água correr de forma desnecessária, lembre-se que a água é um recurso limitado;
  • Ande mais de transportes públicos;
  • Desligue a televisão ou computador da ficha, não os deixe em stand by. Isso implica consumo energético e logo uma factura ambiental e económica mais elevada;

Estes e outros pequenos gestos podem significar uma mudança gradual e positiva na atitude de todos: Cidadãos, Governos e Empresas.

De forma mais específica, pode ajudar a WWF em Portugal:

  
	© WWF - Mediterrâneo
© WWF - Mediterrâneo